escritorio Advocacia EmpresarialMuitos são os escritórios de advocacia empresarial. Mas como descobrir se o atual escritório está oferecendo todas as ferramentas da advocacia para a empresa?

Se por um lado, a advocacia empresarial pode dar força à empresa, por outro, pode ser a causa da sua falência.

Separamos 4 pontos que todo empresário deve analisar para identificar um bom escritório de advocacia empresarial.

 

1# Histórico

O primeiro ponto a observar é verificar se o escritório possui uma longa história de defesa unicamente para empresas. É comum escritórios de pessoas físicas, em especial escritórios que defendem trabalhadores na justiça trabalhista, aceitarem defender uma empresa simplesmente porque a empresa apareceu na frente do escritório e ele percebeu isso como oportunidade de aumentar sua receita. A questão é que existem aqueles advogados que aceitam defender uma empresa e aqueles advogados que acreditam que as empresas são o motor do país. Na nossa opinião, os advogados que acreditam na empresa vão colocar muito mais energia e vigor na sua defesa, pois acreditam na sua importância para o país. Neste sentido, nós já escrevemos um artigo chamado “A CLT é a principal causa de pobreza do trabalhador,” que você pode acessar aqui, onde explicamos que a CLT não é só um problema para a empresa, mas também para o próprio trabalhador.

 

2# Casos de sucesso

Outro ponto que deve ser avaliado é verificar o que o escritório de advocacia empresarial já conseguiu de resultado na prática. É comum advogados darem muita atenção a titulações e especializações e com isso, a empresa não conseguir perceber a diferença entre um escritório e outro. Por isso, é importante analisar o que o escritório já conquistou na prática. Alguns exemplos disso são descobrir coisas como: ele recupera créditos rapidamente em processos de cobranças? Quanto tempo em média? Ele absolve empresas na justiça trabalhista? Neste aspecto, nós já conseguimos recuperar créditos de valores expressivos em apenas 6 meses de tramitação do processo. Também somos o primeiro escritório de advocacia empresarial a conseguir absolver uma empresa na justiça trabalhista e ainda condenar o funcionário a pagar perdas e danos e também danos morais à sua ex-empresa. Também somos pioneiros em denunciar na Polícia Federal trabalhadores e testemunhas que mentiram em processos trabalhistas para condenar empresas.

 

3# Memoriais no Gabinete e a Sustentação Oral

Eis os dois pontos mais importante do processo: os memoriais e a sustentação oral.

Os memoriais é um trabalho que poucos advogados percebem a importância no processo, e consiste em elaborar um pequeno resumo do caso, marcar uma reunião com os desembargadores que vão julgar os recursos, e levar pessoalmente o memorial a eles. É a oportunidade de realizar uma reunião particular com os desembargadores e explicar-lhes pessoalmente porque a empresa deve vencer o processo, ressaltando os pontos cruciais do processo e desconstruindo os argumentos da parte contrária.

Já a sustentação oral é o outro ponto mais importante do processo. É quando o advogado vai pessoalmente no dia do julgamento defender oralmente a empresa. É a oportunidade que o advogado tem para fazer um discurso para persuadir os desembargadores sobre os motivos do seu cliente.

Clique para ampliar

Nosso escritório possui como estratégia padrão realizar memoriais e sustentação oral nos processos estratégicos, que são aqueles processos que merecem uma atenção diferenciada devido ao alto valor envolvido para o cliente, ou até mesmo nos processos de valores pequenos mas que tem alguma discussão um pouco mais complexa. Na foto ao lado, nosso fundador está realizando a sustentação oral do processo em que absolvemos uma empresa e condenamos a funcionária a pagar indenizações à empresa na justiça do trabalho.

4# Comunicação simples e rapidez

Outro ponto importante é o estilo de trabalho do escritório de advocacia empresarial. O mais comum no segmento da advocacia empresarial é o famoso juridiquês e as intermináveis teorias jurídicas que a empresa não entende. A questão é que a empresa não fala juridiquês e nem entende de teorias. A empresa entende quando se fala em números, prazos e valores. As informações que ela precisa saber são coisas como: quais as chances de sucesso neste caso? em quanto tempo teremos este desfecho? quais os valores envolvidos?  qual o custo médio de cada processo que a empresa tem? Justamente para atender este anseio, nós fornecemos aos nossos clientes relatórios processuais por gráficos. Nestes relatórios, é possível identificar informações como: previsão de valores envolvidos para o trimestre; em quais processos é certa a condenação da empresa e qual o valor envolvido; e o mais importante de todos: o motivo pelo qual a empresa está sendo condenada. Com estas informações, além de uma gestão financeira com mais resultado da parte jurídica da empresa, também é possível desenvolver uma estratégia para evitar novas condenações, e com os mesmos relatórios gráficos, vamos conseguir mensurar o resultado da estratégia.

Clique para ampliar

Você ficou com dúvidas sobre o assunto?

Envie-nos uma mensagem abaixo e entraremos em contato:

Envie sua mensagem

Compartilhe com sua rede